Jacarés dos Brasil #2 - Paleosuchus palpebrosus


Hoje conversaremos sobre o jacaré-paguá, ou Paleosuchus palpebrosus e a sua importância no meio ambiente.


O nome Paleosuchus significa “crocodilo antigo". A palavra paleo tem origem no grego palaios (antigo) e suchus vem de soukhos (crocodilo). Ele é considerado um dos menores crocodilianos do mundo. Pode ser chamado por diversos nomes, dependendo da região do Brasil.


MAS, QUEM É O PALEOSUCHUS PALPEBROSUS?

Popularmente é conhecido como jacaré-paguá, jacaré enferrujado, jacaré-anão, pretinho, jacaré do buraco e jacaré-una. Pode atingir de 6 a 7 kg e apresenta uma cor marrom-avermelhada.


O JACARÉ-PAGUÁ E SEUS BIOMAS

O nosso amigo é relativamente abundante e pode ser encontrado em diversas regiões brasileiras, como nos biomas, Caatinga, Cerrado, Amazônia, Mata Atlântica e no entorno do Pantanal. Além do Brasil, também podemos encontrá-lo em outros dez países da América do Sul.