O Projeto Chelonia mydas monitora o impacto de poluentes sobre as tartarugas-marinhas brasileiras. O projeto se inicou com os estudos do prof. Marcelo Renan de Deus Santos sobre patologia clínica de tartarugas marinhas na década de 2000, antes da fundação do IMD. Com o avanço científico e o risco cada vez maior imposto pela poluição, o projeto se consolidou como uma referência no estudo de contaminantes e seus efeitos sobre a saúde das populações de tartarugas-marinhas no Brasil.

Venha fazer parte da nossa equipe!

O projeto visa mapear e compreender os processos e a ocorrência de enfermidades nas populações de tartarugas marinhas em ambientes impactados pelo homem e ambientes preservados, para subsidiar ações conservacionistas, aperfeiçoar e aplicar técnicas de biomonitoramento ambiental e diagnóstico de enfermidades nas populações de tartarugas marinhas no Brasil.

As atividades do Projeto Chelonia mydas envolvem estudos de ecologia, ecotoxicologia, epidemiologia, patologia, hematologia, bioquímica plasmática e imunologia de tartarugas marinhas.

Áreas de atuação: Vitória, Linhares, Aracruz, Nova Viçosa, Praia do Forte, Arembepe.

01

A EQUIPE