Repost - Portal ES360: Um dia salvando vidas: do resgate a natureza!

Este texto é a reprodução da matéria publicada no dia 10/02/2021 pelo Portal ES360, disponível em: https://es360.com.br/um-dia-salvando-vidas-do-resgate-a-natureza/

Aqui tudo se inicia com dois sentimentos: amor e respeito. O amor por um animal forte e extremamente resiliente. O respeito por todo seu trajeto de vida, por estar nesta terra à milhares de anos, muito antes que a espécie humana. O telefone toca e se inicia um mix de sentimentos de toda equipe.


-Alô, é do Projeto Caiman? Tem um jacaré na minha rua. Podem vir ajudá-lo? Estou aqui e não deixarei ninguém o levar.


-Claro! Estamos aqui para ajudar! Me passe seu endereço, mantenha distância do animal e não há necessidades de alimentar.


Em menos de 05 minutos a equipe se organiza e segue em direção ao endereço. O trabalho com jacarés sempre requer cooperação e confiança de toda equipe. Chegando ao local, o animal é resgatado, passa por uma avaliação clínica, é pesado, medido e microchipado que para facilitar, é como se fosse um número de identidade dos jacarés.

É importante ressaltar que, nos verões, os jacarés se encontram em período reprodutivo e seu encontro com as cidades aumenta. As mamães jacarés estão à procura de um local para fazer seu ninho e elas não escolhem qualquer local, são criteriosas. Além disto, os machos também estão à procura de parceiras. E quando querem ir de uma lagoa a outra eles encontram as cidades.


Vocês já pararam para analisar como isto deve ser perturbador ao animal? Ele que vive em um lugar pouco barulhento, com muitas árvores e sombra cai no meio da cidade com muitas pessoas, carros, ônibus, motos, buzinas e asfalto quente.