Repost - Projeto usa observação de aves para promover a consciência ambiental

Este texto é a reprodução da matéria publicada no dia 04/11/2021 pelo Portal ES360, disponível em: Projeto usa observação de aves para promover a consciência ambiental - ES360


O projeto Vem Passarinhar Capixaba (VPC) é uma realização do Instituto Marcos Daniel e faz parte de um movimento nacional, que surgiu no Observatório de Aves do Instituto Butantan em 2014, idealizado pelo Ornitólogo Luciano Lima e a Bióloga Erika Hingst-Zaher. O movimento foi adaptado para o Espírito Santo por dois estudantes observadores de aves Gabriel Bonfá e Catrieli Crivelari, que desenvolveram o Vem Passarinhar Capixaba – VPC. O VPC tem o objetivo de promover a Educação Ambiental e a Ciência Cidadã através de visitas monitoradas em Unidades de Conservação no estado do Espírito Santo com a observação de aves e atividades interpretativas. Hoje, o Movimento Vem Passarinhar ocorre em vários estados brasileiros buscando aproximar as pessoas da natureza através da observação de aves e inspirar as pessoas a serem cidadãos cientistas.


O VPC busca proporcionar experiências inclusivas e transformadoras da percepção da população do entorno das Unidades de Conservação utilizando os espaços naturais dessas áreas. Através da observação de aves e atividades educativas, cada participante é imerso em um marcante contato com a natureza que pode induzi-lo a modificar sua percepção das questões ambientais, principalmente aquelas voltadas à conservação. Apresentamos as espécies de aves e estimulamos a sua conservação como forma de enfrentarmos os desafios ambientais e formarmos mais defensores da natureza.


O projeto já atuou na Reserva Natural Vale, em Linhares, educando e conscientizando as crianças das escolas públicas do entorno da reserva em 2019. O Passarinhando na Reserva contou com 115 crianças de diferentes escolas obtendo uma resposta muito positiva dos participantes. Em 2020, devido à pandemia de COVID-19 as atividades em campo foram suspensas, mas a divulgação continua nas redes sociais. Assim que for seguro, as atividades de campo serão retomadas com a participação de um público maior.


Projeto usa observação de aves para promover a consciência ambiental. Foto: Letícia B. B. Magnago


As aves no Brasil e no Espírito Santo


O Brasil tem a segunda maior biodiversidade de avifauna da América do Sul, com cerca de 1919 espécies, e o estado do Espírito Santo abriga 37% desse contingente, de 712 espécies.


As aves estão por toda parte. Utilizam uma variedade de ecossistemas e estratos florestais. Estão presentes nas cidades e nos ambientes naturais. Algumas espécies são muito ativas vocalmente ou têm um colorido especial sendo de fácil reconhecimento. Além disso, as aves são excelentes espécies bandeira para a conservação pois são muito carismáticas.


As práticas de educação ambiental aliadas à observação de aves são uma estratégia para transformar a relação humana com o meio natural. Além de gerar interação e sensibilização apresentando um caráter lúdico, sensorial e experimental, essa prática educacional pode se direcionar para estratégias de conservação com efetivo apoio da comunidade.


Observação de aves como auxiliar na conservação da biodiversidade


A Observação de Aves é uma atividade de lazer com milhões de adeptos em todo o mundo e contribui para a conservação da biodiversidade, além de auxiliar na educação ambiental e científica. Com uma certa preparação, ela pode ser desfrutada por qualquer pessoa em qualquer idade, tornando a passarinhada muito mais divertida e proveitosa. A observação de aves promove momentos únicos ao ar livre e o compartilhamento de conhecimentos e interesses em comuns entre os participantes.


O Brasil possui mais de 30 mil observadores e o número não para de crescer. Os passarinheiros, como são chamados, estão gerando um grande volume de dados e contribuindo para aumentar o conhecimento sobre as espécies de aves. Isso é ciência cidadã, quando pessoas comuns se envolvem na geração de dados confiáveis que podem ser utilizados por pesquisadores em estudos e pesquisas.


Embora o Brasil seja o segundo país com a maior biodiversidade de aves no mundo, infelizmente, ele também lidera o ranking de espécies ameaçadas de extinção (174 espécies de aves). Para reverter essa situação, a participação da população é essencial e a observação de aves pode proporcionar isso, pois muitas pessoas estão ficando mais conscientes em relação a conservação da natureza graças à observação. O VPC espera que os capixabas também consigam mudar a realidade do estado, que também possui um número considerável de espécies de aves ameaçadas (144 espécies). Como as aves dependem do ecossistema como um todo sua conservação contribui para proteção de toda a biodiversidade.


O Vem Passarinhar Capixaba pretende ampliar sua atuação nas Unidades de Conservação estaduais e federais do Espírito Santo. Assim, o objetivo é alcançar o máximo de pessoas, de todas as idades, mostrando como é importante a conservação dos ecossistemas, por meio de um mergulho no mundo da observação de aves.


Venha conhecer mais sobre a biodiversidade capixaba.


VEM PASSARINHAR você também!


 

Para saber mais sobre o projeto, acesse: Vem Passarinhar Capixaba | Instituto Marcos Daniel (imd.org.br) Vem Passarinhar Capixaba Educação Ambiental e Ciência Cidadã por meio da Observação de Aves no Estado do Espírito Santo Realização: - Instituto Marcos Daniel (@imdbrasil)