SEGUE A GENTE

ENDEREÇO & CONTATO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Facebook - Instituto Marcos Daniel
  • Instagram - Instituto Marcos Daniel

Av. Eugênio Pachêco de Queirós, s/n

Jardim Camburi | Vitória-ES

CEP 29090-160 | Tel: (27) 3237-2405

Please reload

Facebook

Instagram

Please reload

Artigos Recentes

Instituto Marcos Daniel Participa do Workshop que revisou a lista de Espécies Ameaçadas do Espírito Santo

May 7, 2019

 

 

Durante os dias 28 de Abril a 1º de Maio, mais de 160 pesquisadores de todo o Brasil investiram seus dias de feriado analisando o status de conservação das espécies existentes no Espírito Santo. O Instituto Marcos Daniel foi representado pelo coordenador do Projeto Caiman, o médico veterinário Yhuri Nóbrega e o biólogo pesquisador Iago Ornelas.

 

Mais de 10.000 espécies de plantas e animais foram avaliadas ao longo desses quatro dias de discussão. Foram no total 11 grupos, cada um com aproximadamente 10 especialistas.

 

No grupo de Anfíbios, por exemplo, coordenado pelo professor e pesquisador da Universidade Vila Velha (UVV), Rodrigo Ferreira Barbosa, foram avaliadas mais de 150 espécies de sapos (Anura) e duas cecílias (Gminophiona).

 

Renato S. Bérnils, professor e pesquisador da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), coordenou uma equipe de 7 especialistas em répteis, responsáveis pela análise de mais de 100 espécies de serpentes, lagartos, tartarugas e o jacaré-de-papo-amarelo (o único jacaré residente da Mata Atlântica Capixaba).

 

Além destes, os grupos de plantas, invertebrados, mamíferos, peixes, aves e outros, avaliaram ao final do Workshop mais de 900 espécies ameaçadas de extinção.

 

Em função dos trabalhos pretéritos e orientações na área de anfíbios, nosso pesquisador Iago contribuiu no grupo de anfíbios junto com outros dois grandes representantes da pesquisa e conservação capixaba; os colegas Thiago S. Soares do HerpetoCapixaba (www.herpetocapixaba.com.br) e Rodrigo F. Barbosa do Projeto Bromeligenous (https://bromeligenous.weebly.com).

 

Ao final do trabalho, concluíram que no Espírito Santo existem 18 espécies ameaçadas de extinção, aumentando em 8 a lista feita em 2005. Porém, felizmente, 4 das 10 espécies catalogadas anteriormente foram retiradas do Status de Ameaçadas.

 

 

No Grupo dos Répteis, Yhuri e outros especialistas contribuíram na análise de nossa espécie símbolo, o Jacaré-de-Papo-Amarelo. Na lista de espécies ameaçadas divulgada em 2005 o Caiman latirostris (Jacaré-de-Papo-Amarelo), foi classificado como uma espécie que possuía "Dados Deficientes" (DD).

 

A categoria DD é uma classificação utilizada para grupos de animais que não possuem pesquisas e informações suficientes para afirmar se estão ameaçadas de extinção ou não. Dessa forma, o jacaré-de-papo-amarelo, estava a 14 anos sem possuir uma classificação.

 

Graças aos esforços do Projeto Caiman, pudemos contribuir não apenas com a expertise de nossos especialistas, mas também, com os dados de mais 5 anos de árduo trabalho em prol da conservação do nosso jacaré. Em consenso com outros especialistas e através de dados coletados durante toda a história do Projeto Caiman, o jacaré foi classificado como "em perigo de Extinção" para o estado do Espírito Santo.

 

Apesar de parecer uma notícia ruim, é melhor termos essa classificação do que não sabermos seu estado de conservação. Essa espécie, já estava ameaçada há pelo menos 14 anos e não sabíamos.

 

A partir do resultado deste trabalho, podemos comprovar a necessidade urgente de criar, regulamentar e aplicar políticas públicas eficientes para que não se perca esse importantíssimo símbolo da Mata Atlântica.

 

Dessa forma, o Projeto Caiman se esforçará ainda mais para que no próximo Workshop de Espécies Ameaçadas, tenhamos a gratificação de retirá-lo da lista de extinção.

 

Seguiremos firmes na convicção de que temos seguido o caminho certo em busca de uma natureza melhor para os jacarés e para nós mesmos.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload