LANÇAMENTO DO PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO DA SAÍRA-APUNHALADA

Atualizado: Jun 8

“No Espírito Santo, ela dá o ar da graça.”


No dia mundial do meio ambiente o IMD tem um ótima notícia!


Hoje estamos divulgando uma nova iniciativa de conservação. A ave mais rara do Espírito Santo, a saíra-apunhalada (Nemosia rourei), ganhou um projeto de conservação só dela! Essa espécie é criticamente ameaçada de extinção e agora terá nossa atenção, esforço e motivação dedicados à sua proteção e ao ambiente que ela ocupa, a Mata Atlântica.


Para saber mais sobre o projeto, acesso:

https://www.imd.org.br/programa-saira-apunhalada


O PCSA

As ações do programa serão nas últimas áreas onde a saíra-apunhalada ocorre, na região conhecida como Mata de Caetés, compreendendo os municípios Castelo, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante e Domingos Martins. Além da Mata de Caetés, as pesquisas do programa se estenderão para Santa Teresa, Itarana e região do Caparaó, onde a saíra-apunhalada já ocorreu no passado.


A Mata de Caetés é uma região de extrema importância ambiental para o Estado do Espírito Santo, e um dos locais mais importantes do mundo para a conservação das aves. Esse remanescente de Mata Atlântica tem muitas espécies que só ocorrem lá, sendo diversas delas ameaçadas de extinção. Por isso, conservar a saíra-apunhalada também significa a proteger diversas outras espécies como o puma, o macaco guigó, o sagui-da-serra, o bicho preguiça, o papagaio-do-peito roxo, o sapinho pingo-de-ouro e o cágado-da-serra, além do palmito-jussara.


O Programa de Conservação da Saíra-Apunhalada baseia-se nas políticas públicas previstas no Plano de Ação Nacional das Aves da Mata Atlântica do ICMBio. As ações previstas contemplam pesquisas científicas sobre a espécie, ações de sensibilização, educação ambiental, engajamento comunitário e apoio ao ecoturismo com foco na observação de aves (birdwatching).


O Programa de Conservação da Saíra-Apunhalada (PCSA) é uma parceria do IMD com a TCC -Transmissora Caminho do Café, e atende uma demanda dos órgãos ambientais IBAMA e IEMA e das comunidades, que solicitaram à TCC patrocínio para conservação da espécie. A TCC é uma concessão de serviço público de transmissão de energia, e responsável pela implantação e operação da Linha de Transmissão 500kV Governador Valadares 6 – Mutum – Rio Novo do Sul, localizada nos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. A TCC é uma coligada do grupo Alupar, uma holding de controle nacional privado com atuação no setor de energia, sendo a maior companhia 100% privada e uma das maiores no segmento de transmissão de energia elétrica no Brasil.

O PCSA já conta com o apoio da Reserva Águia Branca e a participação indispensável do Instituto Últimos Refúgios, nosso parceiro nas ações de comunicação.

Com essa iniciativa, a saíra-apunhalada será a primeira espécie de ave com uma programa de conservação dedicado a ela no Espírito Santo.

NOS SIGA NAS REDES SOCIAIS:


INSTAGRAM


FACEBOOK


Para maiores informações: imd@institutomarcosdaniel.org.br

Telefone: 27 99245-3595

Programa de conservação da Saíra Apunhalada

“No Espírito Santo, ela dá o ar da graça.”

#InstitutoMarcosDaniel #SairaApunhalada #PCSA

0 visualização

SEGUE A GENTE

ENDEREÇO & CONTATO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Facebook - Instituto Marcos Daniel
  • Instagram - Instituto Marcos Daniel

Av. Eugênio Pachêco de Queirós, s/n

Jardim Camburi | Vitória-ES

CEP 29090-160 | Tel: (27) 3237-2405

Please reload

Facebook

Instagram