• Fernando Paulino

Jacarés pelo mundo - Jornada "Marginais" Cap.#3

Atualizado: Ago 25

Saudações Crocodilianas!

Espero que sua viagem de volta tenha sido agradável e que esteja tudo certo por aí! Hoje falaremos um pouco mais objetivamente dos crocodilianos atuais e sua dispersão pelo planeta.


Diferente do post anterior, que nos levou há alguns milhões de anos atrás, este aqui nos prende ao presente e sobre o que sabemos dos nossos amigos viventes. - É sempre desta maneira, sobre o que sabemos, pois há muito a se descobrir ainda. Complexo, né? Mas é isso!


Então aumente a voz que vem de dentro da sua cabeça e vamos de jacarés do mundo.


OS CROCODILIANOS E O QUE SABEMOS

Atualmente conhecemos algo em torno de 24 espécies de crocodilianos espalhados pelo mundo, dentro daquelas três famílias que conversamos há 230 milhões de anos atrás. - Se você não sabe do que estou falando, clique aqui e volte uma casa.


Essa divisão fica assim:


Família Alligatoridae: 8 espécies

Jacaré-do-mississippi (Alligator mississippiensis);

Jacaré-da-china (Alligator sinensis);

Jacaré-tinga (Caiman crocodilus);

Jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris);

Jacaré-do-pantanal (Caiman yacare);

Jacaré-açu (Melanosuchus niger);

Jacaré-anão (Paleosuchus palpebrosus);

Jacaré-coroa (Paleosuchus trigonatus).


Família Crocodylidae: 15 Espécies

Crocodilo-americano (Crocodylus acutus);

Crocodilo-do-Orinoco (Crocodylus intermedius);

Crocodilo-de-água-doce (Crocodylus johnstoni );

Crocodilo-filipino (Crocodylus mindorensis );

Crocodilo-de-Morelet (Crocodylus moreletii );

Crocodilo-do-Nilo (Crocodylus niloticus);

Crocodilo-do-deserto (Crocodylus suchus);

Crocodilo-da-Nova-Guiné (Crocodylus novaeguineae);

Crocodilo-persa (Crocodylus palustris);

Crocodilo-de-água-salgada (Crocodylus porosus);

Crocodilo-cubano (Crocodylus rhombifer);

Crocodilo-siamês (Crocodylus siamensis);

Crocodilo-de-focinho-delgado (Mecistops cataphractus);

Crocodilo-anão (Osteolaemus tetraspis);

Falso-gavial (Tomistoma schlegelii).


Família Gavialidae: 1 Espécie

Gavial ou gavial-indiano (Gavialis gangeticus).


- Caso bata a curiosidade, você pode copiar os nomes científicos e dar um GOOGLE. Tem bastante coisa legal. Divirta-se ♥.


CROCODILIANOS E SUAS CARACTERÍSTICAS

Anteriormente, também falamos algo sobre a diferença entre eles. - Que você pode relembrar clicando aqui. Porém, apesar de todas diferenças anatômicas, o que os une é a proximidade aos corpos d’água, um comportamento que os acompanha desde o mesozoico, também podemos elencar todo caráter fisiológico que os beneficia quando perto da água.

Pelo mundo os crocodilianos habitam as regiões mais amenas da terra, ou podemos dizer intertropicais. Isso é reflexo da sua estratégia de regulação térmica, denominada ectotermia. - Do grego ektós <por fora> + thermé <calor>, ou εκτοτερμίνη se você quiser ser chique ou seja fluente em grego.


Basicamente, essa estratégia utiliza a energia térmica disponível no ambiente para a manutenção da temperatura no interior do seu corpo. Logo, viver nas regiões mais frias do planeta não é uma boa ideia, segundo nossos amigos. Assim podemos afirmar que os crocodilianos aparecem em quase todos os continentes contanto que seja nessa faixa limítrofe tropical do planeta. - Leia-se próximo a linha do equador para simplificar.


POR ONDE ANDAM

Os jacarés, propriamente ditos, ocorrem apenas nas Américas do Sul e Central, enquanto os aligátores nos Estados Unidos e um pedacinho da China, isso falando apenas da família Alligatoridae.


Os crocodilos (família Crocodylidae), por sua vez, possuem uma distribuição muito mais ampla, sendo encontrados nas Américas, na África, na Ásia e Oceania. - Se estivéssemos jogando “War”, os crocodilos seriam aquele seu amigo que domina tudo e sempre vence.


Já o gavial verdadeiro, da família Gavialidae, vive isolado na Índia, restrito a populações pequenas e super ameaçadas. - Pobres gaviais.

Clique na imagem para ampliar

RISCOS E ESTADO DE CONSERVAÇÃO

Crocodilianos, de uma forma geral, enfrentam muitos problemas que colocam sua sobrevivência em risco. A maioria deles estão relacionados a nós, seres humanos, seja por nossa ocupação, degradação de meio ambientes ou caça ilegal. - O que é um bom tema para uma próxima matéria, por sinal. O que acha?

Nos vemos na próxima, então!


Fique na paz.


<<<< CAPÍTULO ANTERIOR         PRÓXIMO CAPÍTULO >>>>

O Projeto Caiman é uma realização:

- Instituto Marcos Daniel; @imdbrasil


- Projeto Caiman; @projetocaiman

Parceira:

- Instituto Últimos Refúgios; @ultimosrefugios


Texto:

- Fernando Paulino; @fepalva_

- Gabriel Dias; @gabrielgomesdias


Ilustração:

- Luiza Tanaka; @lu_tanakap


Infográfico:

- Felipe Facini; @felipe.facini


Agradecimentos:

- Professor Rodrigo Giesta; @r.g.figueiredo

- Leonardo Merçon; @leonardomercon


Patrocínio:

- ArcelorMittal Tubarão; @arcelormittaltubarao

89 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Kit Projeto Bromeligenous

Em cada ação interativa que promovemos, temos a intenção de oferecer algum material como lembrança do Projeto Bromeligenous. Por vezes nossa equipe sonhou com um kit mais completo do que tínhamos, par

SEGUE A GENTE

ENDEREÇO & CONTATO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Facebook - Instituto Marcos Daniel
  • Instagram - Instituto Marcos Daniel

Av. Eugênio Pachêco de Queirós, s/n

Jardim Camburi | Vitória-ES

CEP 29090-160 | Tel: (27) 3237-2405

Please reload

Facebook

Instagram