• Fernando Paulino

A Mata Atlântica - Jornada "Marginais" Cap.#5

Atualizado: há 6 dias

Olá! Saudações crocodilianas!


Já percorremos um bom caminho, não é?


Viajamos ao passado, olhamos ao redor do mundo a procura dos jacarés e seus primos e fizemos um tour pelo Brasil para descobrir quem são os jacarés que moram aqui. Por isso, muito obrigado pela companhia. Tomara que você esteja se divertindo tanto quanto nós estamos.


Este capítulo tem um tom bem especial, afinal a Mata Atlântica é a casa dos nossos amigos jacarés-de-papo-amarelo - E não há melhor lugar que nosso lar, não é mesmo?

Então deixemos de sentimentalismo que é hora de falar da nossa joia com sabor de mar: a Mata Atlântica!


HOTSPOT BRASILEIRO

A Mata Atlântica é uma das regiões mais importantes de todo planeta. Pela sua exuberância e extraordinária diversidade, esse bioma recebe um título especial que poucos lugares no mundo têm: Hotspot de Biodiversidade. - São 34 áreas no planeta. Além da Mata Atlântica, o Cerrado, considerado a caixa d'água brasileira, também possui o título.


Esse termo surgiu em 1988 e seu conceito foi criado pelo ecólogo inglês Norman Meyers, referindo-se a lugares com um elevado grau de diversidade, e ao mesmo tempo sofre risco de desaparecer por conta do desmatamento e outras pressões humanas na exploração desmedida e desenfreada por recursos.

Uma das características mais importantes dos hotspots é a quantidade de espécies exclusivas, também chamadas de endêmicas.

Na Mata Atlântica a variedade de plantas proporciona uma fauna igualmente rica. E é assim, um ambiente com características diversas, gera plantas diversas e animais igualmente diversos. Está tudo conectado.

É um ambiente com muita água disponível, luminosidade e temperaturas agradáveis, típicas de regiões tropicais, que proporcionam o ambiente perfeito para que árvores cresçam até 40 metros, formando as exuberantes matas que conhecemos.


Por aqui vivem, aproximadamente 15.700 espécies vegetais e 2.210 espécies de animais vertebrados. Já os invertebrados e microrganismos vai demorar muito para que sejam contabilizados.


RAIO-X DA MATA ATLÂNTICA

Ocupa todo o litoral atlântico brasileiro, percorrendo 17 estados e alcança 1,3 milhões de km². Apresenta diversas formações florestais e ecossistemas associados, de acordo com as características do clima, solo e relevo.

Recebe influência direta da umidade e ventos vindos do oceano. A distância do oceano e a força dessa influência, a altitude e o regime de dispersão de chuvas contribuem com a diversidade de ecossistemas presentes no bioma.

Na medida que a distância do litoral aumenta, o clima vai ficando mais seco e recebe menos incidência das chuvas formadas no oceano. Muitos ecossistemas associados à Mata Atlântica, não são tipicamente florestais, contudo, possuem grande importância para a preservação da mata.

ECOSSISTEMAS ASSOCIADOS

A restinga, por exemplo, estabiliza os areais e dunas, impedindo que a areia invada outras formações florestais. Será que se tivéssemos preservado a restinga em nossas praias, sofreríamos menos com erosão e avanço do mar?

Ainda temos os manguezais que recebem todos os nutrientes que descem pelos rios sendo considerados um berçário natural. Muitas espécies de plantas e animais são extremamente dependentes desse ambiente.

E como não falar das emblemáticas epífitas? Bromélias e orquídeas que utilizam árvores maiores para se apoiar, não causam dano nenhum para o hospedeiro e ainda criam pequenos habitats.

Agora fica fácil de explicar por que a biodiversidade é muito alta por aqui. Com essa riqueza de ambientes, é natural que a flora e fauna possuam riqueza de espécies.

UMA TRISTE REALIDADE

Toda essa abundância de recursos, diversidade e exuberância, explica também por que nossa civilização tenha firmado raízes por aqui. O problema é que para isso ocorrer, muito foi destruído e a ocupação humana da Mata Atlântica foi e ainda é dramática.

É um dos biomas que mais perdeu sua cobertura original. Os estudos mais otimistas calculam que apenas 12% da cobertura original ainda exista.

A agricultura, criação de gado, avanço das cidades, poluição das águas e a caça são alguns dos problemas que causamos à Mata Atlântica.

Como consequência dessa relação histórica de destruição, o que era um contínuo de vegetação por milhares de quilômetros, hoje está reduzido a fragmentos florestas muitas vezes sem comunicação entre eles.

O uso indiscriminado dos recursos é um pensamento imediatista, mas se pararmos para refletir, vamos entender que a mata nos traz muitos benefícios quando ela está em pé.

SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS

A mata em pé nos presta muitos serviços ecossistêmicos importantes como água de boa qualidade (cerca de 70% da população do Brasil depende dessa água para viver).

- Proteção dos solos, estabilidade do clima, proteção das encostas, polinização de cultivos agrícolas, geração de energia, turismo e lazer.

O DEVER DA SOCIEDADE

Com as políticas ambientais nas últimas décadas, em muitas regiões, a Mata Atlântica está se regenerando, mostrando o poder da natureza frente as adversidades.


Contudo não podemos ficar totalmente felizes ao lembrar que ela nunca será da forma que foi originalmente, com toda a sua riqueza e magnitude.

Mas temos o dever moral de manter o que ainda está de pé e ainda proporcionar a chance que ela se regenere cada dia mais.


Até mais!


<<<< CAPÍTULO ANTERIOR  PRÓXIMO CAPÍTULO >>>>

P.S.: Nesse capitulo especial da nossa Jornada "Marginais", onde aprendemos um pouco sobre nossa amada Mata Atlântica, trouxemos um vídeo igualmente especial pra vocês!


- Senhoras e senhores, com a palavra, nosso coordenador Ms. Yhuri Nóbrega!




O Projeto Caiman é uma realização:

- Instituto Marcos Daniel; @imdbrasil


- Projeto Caiman; @projetocaiman


Parceira:

- Instituto Últimos Refúgios; @ultimosrefugios


Texto:

- Fernando Paulino; @fepalva_

- Gabriel Dias; @gabrielgomesdias


Fotografia:

- Leonardo Merçon; @leonardomercon


Ilustração:

- Luiza Tanaka; @lu_tanakap


Agradecimentos:

- Professor Rodrigo Giesta; @r.g.figueiredo

- Yhuri Nóbrega; @yhurinobrega


Patrocínio:

- ArcelorMittal Tubarão; @arcelormittaltubarao

59 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Kit Projeto Bromeligenous

Em cada ação interativa que promovemos, temos a intenção de oferecer algum material como lembrança do Projeto Bromeligenous. Por vezes nossa equipe sonhou com um kit mais completo do que tínhamos, par

SEGUE A GENTE

ENDEREÇO & CONTATO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Facebook - Instituto Marcos Daniel
  • Instagram - Instituto Marcos Daniel

Av. Eugênio Pachêco de Queirós, s/n

Jardim Camburi | Vitória-ES

CEP 29090-160 | Tel: (27) 3237-2405

Please reload

Facebook

Instagram