Como a Biodiversidade Interfere Diretamente na Sua Saúde?


Você sabia que preservando a biodiversidade e conservando o meio ambiente podemos aprimorar a Saúde Pública? É verdade, nós podemos!

Mas o que exatamente isso quer dizer?

A biodiversidade, ou seja, todas as espécies juntas, é um fator primordial para a manutenção da saúde não só humana mas do ecossistema também.

Manter a biodiversidade é manter a saúde. Por isso as áreas estritamente protegidas servem como barreira para a transmissão de inúmeras doenças, dentre elas temos o exemplo da febre amarela.

Pensemos da seguinte forma: quanto menor o desmatamento, maior será o equilíbrio entre os mosquitos que vivem na floresta, capazes de transmitir a febre amarela, e menor será a possibilidades desses mesmos mosquitos chegarem até às pessoas nas cidades.

Como exemplo da quebra de equilíbrio temos o surto de febre-amarela que houve na região sudeste em 2017 e 2018.

A conservação ambiental diz respeito à proteção dos recursos naturais com sua utilização racional, já que estes recursos não são infinitos, de forma a garantir sua sustentabilidade e existência para futuras gerações.

Os projetos de conservação visam integrar as comunidades à proteção da natureza, pensando não somente na valorização da nossa fauna e flora, mas na melhoria da qualidade de vida humana.

Este é o chamado Desenvolvimento Socioambiental e o Projeto Caiman tem muito a ver com isso.

Qual a relevância de tudo isso na saúde humana?

Se o surgimento ou o reaparecimento de doenças infecciosas nos mostram que há um desequilíbrio no ambiente, isso quer dizer que esforços para restabelecer esse equilíbrio podem ser a solução.

Pensando dessa forma, destinar esforços para a proteção de uma espécie guarda-chuva pode ser uma excelente estratégia para ajudar a restabelecer o equilíbrio ambiental.

Espécie guarda-chuva é um termo que se usa para designar espécies que, com a sua proteção, ajudam a proteger indiretamente outras espécies que utilizam o mesmo habitat, ou seja, mesma área onde se alimentam, reproduzem e vivem.

E por falar em espécie guarda-chuva, adivinhem qual é uma das mais importantes da Mata-Atlântica?

O nosso grandioso e amado Jacaré-de-Papo-Amarelo, é claro!

Por entender que “tratar doenças” não é o mesmo que “promover a saúde” e que uma parte considerável das doenças globais podem ser atribuídas à má qualidade ambiental, o Projeto Caiman visa integrar saúde e meio ambiente através da proteção do Jacaré-de-Papo-Amarelo, do meio em que ele vive, da biodiversidade e, consequentemente, da população humana que o cerca.

A grande missão de qualquer projeto de conservação é o equilíbrio entre o ser humano e a natureza. A saúde pública é uma saúde integrativa, única e que todos queremos alcançar.

Podemos fazer isso, JUNTOS pela conservação!

#Jacarédepapoamarelo #Biodiversidade #SaúdePública

177 visualizações

SEGUE A GENTE

ENDEREÇO & CONTATO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • Facebook - Instituto Marcos Daniel
  • Instagram - Instituto Marcos Daniel

Av. Eugênio Pachêco de Queirós, s/n

Jardim Camburi | Vitória-ES

CEP 29090-160 | Tel: (27) 3237-2405

Please reload

Facebook

Instagram